Artigos

Anunciando a Palavra!

Anunciar a Palavra de Deus é um privilégio que o Senhor concedeu aos Seus filhos. A Bíblia diz que os anjos anelam por fazê-lo, mas não podem (1Pe 1:12). A salvação é destinada aos seres humanos, foi realizada por um ser humano perfeito (Jesus) e deve ser anunciada por aqueles que vivenciaram a experiência mais gloriosa que um ser humano pode ter. O perdão dos pecados e a certeza da vida eterna com Deus produzem no crente um sentimento de gratidão e o desejo de compartilhar com os demais esta grande salvação, que  proporciona a paz com Deus a todo aquele que crê (Rm 5:1). Portanto, ao anunciar o Evangelho, anunciamos uma mensagem de libertação do cativeiro do pecado (Hb 2:15). Muitos cristãos evitam falar sobre a ira de Deus, sobre o inferno e sobre o lago de fogo e enxofre que é a condenação eterna (vida eterna sem Deus), mas, é exatamente disso tudo que nós fomos salvos por Jesus. Ele pagou o preço exigido por Deus para libertar o pecador da sua triste condição de alienado de Deus (Rm 3:23) e da ira vindoura (Jo 3:16-17; 1Co 5:21; 1Ts 1:10). Temos uma irmã, missionária, chamada Mari, que é casada com o missionário Osmundo; ela canta uma canção muito bonita falando de missões, que diz: “… eles precisam saber…” As pessoas estão sob a ira de Deus e não sabem, estão sob condenação e não tem consciência disso. Nós precisamos contar-lhes. O tempo está se esgotando (Hb 10:37, Mt 16:27, Ap 3:11; 22:12). A grande comissão deixada por Jesus aos seus discípulos (Lc 16:15), diz respeito a nós também. Portanto, não devemos nos omitir; precisamos anunciar a mensagem de todas as formas possíveis: vivendo uma vida de santidade, testemunhando publicamente ou em particular, através das redes sociais, orando e contribuindo com missões etc. Lembre-se disso: o tempo está próximo (Ap 1:3; 6:15-17, Dt 32:35). Ainda é possível escapar da ira de Deus, mas, “…eles precisam saber…”

Gostaria de encerrar com as palavras do apóstolo Paulo aos filósofos gregos em Atenas: “Mas Deus, não levando em conta os tempos de ignorância, manda agora (notifica) que todos os homens em todo lugar se arrependam; porquanto determinou um dia em que com justiça há de julgar o mundo, por meio de um varão que para isso ordenou (Jesus); e disso tem dado certeza a todos, ressuscitando-o dentre os mortos.” (At 17:30-31).

Deus nos abençoe!