Uncategorized

A Família – Crescendo em Graça

Deus, já no Jardim do Éden, entendendo que o ser humano não seria feliz estando só, projetou a família.

Inicialmente, presentou o homem com a mulher, para que, unidos, pudessem cumprir seus propósitos, e, mais tarde, adicionou os filhos à família. Ela deve imitar e refletir o Senhor, o que é um grande desafio a ser assumido e construído durante toda a vida.

Porém, o caminho para a família vencer o desafio está em atender as valiosas lições da carta aos Efésios capítulo 5 e aos Colossenses capítulo 3: ser imitadores do Senhor, viver em amor, se entregar um ao outro em amor e viver de forma digna e agradável a Deus.

Esta é a graça do amor verdadeiro, que tem a capacidade de escuta e acolhimento, de saída de si mesmos para dar espaço à outra pessoa. Nos textos bíblicos, marido e esposa são exortados a não olhar apenas um para outro a vida inteira, mas olharem os dois numa mesma direção: para o alto.

O marido deve amar sua esposa como Cristo amou a humanidade, entregando-se por ela em amor e à esposa cabe respeitar seu marido como respeita ao Senhor, de modo que ambos, consagrando-se a Deus, unidos, mostram o próprio Deus às outras pessoas e ao mundo.

Além da graça do amor verdadeiro, a família é agraciada por Deus pela paternidade e pela maternidade, pois, de fato, “os filhos são herança do Senhor, é graça sua o fruto do ventre” (Salmos 127:3), mas esta graça também traz consigo grandes responsabilidades.

As cartas aos Efésios (capítulo 6, versículos 1 a 4) e aos Colossenses (capítulo 3, versículos 20 e 21) também apresentam lições sobre o relacionamento entre pais e filhos, ao ensinar que os pais devem instruir os filhos no caminho do Senhor.

A evangelização dos filhos começa quando estes são gerados no amor e continua quando os pais lhes ensinaram os fundamentos da fé. Já aos filhos, os textos bíblicos ensinam que eles devem obedecer e honrar os pais.

Cada lar deve ser alicerçado sobre o fundamento da fé, crescendo na graça, de modo a transmitir valores consistentes e os testemunhar à sociedade.

Deus confiou muito às famílias!

Nosso mundo clama por testemunhas consistentes de tais valores.